Seja bem vindo ao nosso site Rádio Inajá FM!

Pernambuco

OAB e entidades de direitos humanos pedem punição rigorosa para Pedro Eurico: 'tem que ser tolerância zero', diz deputada

Ex-secretário de Justiça foi denunciado pela ex-mulher de agressões e ameaças. Polícia concluiu inquérito, nesta quinta (9), e defesa da vítima disse que ele foi indiciado por cinco crimes.

Publicada em 10/12/2021 às 11:39h - 33 visualizações

Link da Notícia:
Compartilhe
   

A Ordem dos Advogados em Pernambuco (OAB-PE) e entidades de direitos humanos divulgaram, nesta quinta (9), notas de repúdio contra o ex-secretário de Justiça Pedro Eurico. Ele foi exonerado após as denúncias de agressões e ameaças feitas pela ex-mulher Maria Eduarda de Carvalho.Todos defendem apuração e punição rigorosa. "Tem que ser tolerância zero", disse a deputada Gleide Angelo.

Polícia conclui, mas não divulga resultado de investigação

"Sempre me bateu", disse Maria Eduarda, em entrevista à TV Globo

Exoneração foi publicada no Diário Oficial

O caso envolvendo Pedro Eurico veio à tona na terça (7), com a entrevista da ex-mulher dele, a economista Maria Eduarda de Carvalho. À TV Globo, ela relatou ter registrado, ao longo dos anos, dez boletins de ocorrência, sendo o primeiro deles no ano 2000.

Pedro Eurico pediu afastamento do cargo depois da divulgação das denúncias pela Globo. O governador Paulo Câmara (PSB) aceitou o pedido e exonerou o ex-secretário.

?Todo tipo de violência contra a mulher deve ser rigorosamente investigado e os responsáveis, exemplarmente punidos?, afirmou a Comissão da Mulher Advogada, da OAB em Pernambuco.

O Comitê de Combate à Violência Contra a Mulher e o Comitê Jurídico do Grupo Mulheres do Brasil, Núcleo Recife, afirmaram que ?assistiram atônitas ao relato de Maria Eduarda sobre violências sofridas na constância da relação conjugal?.

Segundo as entidades, o fato é um alerta que ?a violência contra a mulher não possui cor, credo, nem classe social, é generalizada, ao passo que pode se encontrar entre os agressores também homens investidos de poder politico?.

?Externamos nossa indignação e nos solidarizamos com Maria Eduarda, disponibilizando apoio dos nossos comitês neste momento, e continuaremos acompanhando o caso junto às instituições, para que a impunidade não revele novamente sua terrível face?, afirmaram as entidades.

Também por nota, as Mulheres do PSOL Pernambuco manifestaram ?repúdio ao caso das violências e ameaças de morte supostamente cometidas pelo, até então, Secretário de Justiça e Direitos Humanos do governo de Pernambuco, Pedro Eurico, à sua ex-esposa Maria Eduarda de Carvalho?.

O partido afirmou que Maria Eduarda ?é uma sobrevivente?, assim como mulheres que são ?violentadas e oprimidas diariamente?.

?Ela sofria violência há décadas, diversas delas oficialmente registradas nos órgãos competentes, sem efetividade e sem realizar a devida apuração?, afirmou o PSOl.

"Não podemos nos calar. Esse caso é mais uma evidência da violência que todas nós sofremos, principalmente as mulheres negras, periféricas, pobres e mães, através do patriarcado e machismo estrutural tão forte em nossa sociedade?, declarou o grupo de mulheres do partido.

A delegada deputada Gleide Angelo (PSB) afirmou, que não deve haver ?condescendência com qualquer tipo de violência praticada, independentemente de quem seja o autor dos fatos, o cargo ocupado ou a sua condição socioeconômica?.

A parlamentar afirmou, ainda, que está acompanhando as investigações junto à Polícia Civil de Pernambuco e o andamento dos procedimentos perante o Ministério Público.

?Como mulher, delegada e deputada estadual, aguardo um posicionamento do Ministério Público e do Poder Judiciário quanto às denúncias feitas pela vítima e agora, com o indiciamento apresentado contra o ex-secretário pela Polícia Civil de Pernambuco?, declarou.

A deputada federal Marília Arraes (PT) disse, pelas redes sociais, que a ?violência contra Maria Eduarda continua a partir do momento em que Pedro Eurico pede demissão, mas não é demitido?. Para a parlamentar, ?as autoridades aceitam caladas, como se isso fosse um problema pessoal?, disse.

O deputado estadual Joel da Harpa (PP) afirmou que a punição para Pedro Eurico não pode ser apenas a saída do governo. ?Atenção polícia e Ministério Público. Tem que pedir a prisão de forma urgente?, disse o parlamentar, em vídeo enviado para a TV Globo.

Estado

A Secretaria da Mulher de Pernambuco (SecMulher-PE), a Câmara Técnica para o Enfrentamento da Violência de Gênero/PE e o Conselho Estadual dos Direitos da Mulher (Cedim-PE) publicaram nas redes sociais uma nota conjunta de repúdio.

"Viemos manifestar veemente apoio a economista Maria Eduarda Marques de Carvalho, que denunciou agressões físicas e psicológicas sofridas, durante o relacionamento de 25 anos, pelo ex-marido Pedro Eurico de Barros e Silva", afirmaram.

"Atitudes como essa vão de encontro ao direito das mulheres à liberdade de viverem em seus lares, locais de trabalho, meios de transporte público, universidades e em todos os estabelecimentos públicos e privados sem violência, seja por força de um patriarcalismo arraigado, seja pelo temor daquelas que mesmo agredidas e violentadas têm de denunciar situações corriqueiras", afirma a nota.

TJPE

Também nesta quinta, o Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE) anunciou o cancelamento da entrega de medalhas e do Prêmio de Justiça Social prevista para a sexta (10). Na lista de contemplados estava a Secretaria Estadual de Justiça e Direitos Humanos, que era comandada por Pedro Eurico.

Por meio de nota divulgada nesta quinta (9), o TJPE informou que as solenidades foram canceladas pela sua Comissão dos Direitos Humanos. A justificativa, segundo o tribunal, foi "a ausência de Pernambuco do presidente o Judiciário estadual, desembargador Fernando Cerqueira".

?A homenagem se direciona a programas sociais de alguns órgãos, dentre os quais da Secretaria de Justiça e Direitos Humanos. O secretário Pedro Eurico não participaria da solenidade, tendo em vista que não se encontra mais à frente do cargo de secretário?, informou o comunicado.

Inquéritos

Nesta quinta, a polícia informou ter concluído o inquérito contra o ex-secretário Pedro Eurico. O resultado das investigações não foi informado pela corporação, que alegou cumprir uma série de leis. A defesa de Maria Eduarda afirmou que o ex-secretário foi denunciado por cinco crimes.

Sobre os inquéritos, a Polícia Civil informou, por meio de nota, que do total de dez boletins de ocorrência citados, nove foram registrados anteriormente a 2011.

Ainda na nota, a corporação disse que havia inquéritos abertos antes da vigência da Lei Maria da Penha.

Por isso, "eles dependiam de representação e já foram alcançados pelo instituto da prescrição ou decadência".

Sobre os inquéritos mais recentes, durante a vigência da Lei Maria da Penha, "dependiam da representação da vítima", condição de procedibilidade indispensável à instauração dos procedimentos".

O Ministério Público por meio de nota, afirmou que recebeu o inquérito e que começou a analisar o caso.

"O inquérito policial chegou, nesta quinta-feira (9), à Central de Inquéritos de Paulista e foi distribuído para a 7ª Promotoria de Justiça Criminal de Paulista, que já recebeu os autos e está sendo analisado", afirmou, dizendo ainda que não poderia repassar outras informações.

Pedro Eurico disse que não comentaria o resultado do inquérito e que "testemunhas importantes deixara de ser ouvidas". Afirmou também que "confia na Justiça".

Na entrevista ao NE2 de terça (7), Maria Eduarda Marques de Carvalho falou sobre a convivência com Pedro Eurico, iniciada entre 1995 e 1996 (veja vídeo acima).

Na quarta-feira (8), a Globo divulgou um áudio obtido com exclusividade, com frases que teriam sido ditas por Pedro Eurico à ex-esposa, que gravou a conversa.

O ex-secretário não negou a veracidade das informações e disse que as afirmações foram tiradas de contexto.

"Eu tive um sonho lhe matando. Eu não vou viver isso mais. Termina eu fazendo uma doidice. Porque ontem, quando você deu aquele grito em mim porque estava rezando, a vontade que deu foi meter a porta, meter a mão em você, porque não é possível uma coisa dessa", diz o áudio.

Maria Eduarda contou que decidiu falar com a imprensa por causa do crescente medo de morrer. Por meio de nota, Pedro Eurico negou as acusações feitas pela ex-mulher.

Histórico

Pedro Eurico de Barros e Silva atua há anos na política do estado. Foi eleito vereador do Recife em 1984 e deputado estadual entre 1986 e 2006, sendo presidente da Assembleia Legislativa no biênio 1995-1996. No segundo governo Miguel Arraes (1987 a 1990), comandou a Secretaria de Habitação.

Assumiu a Secretaria Estadual da Criança e da Juventude em 2012 e, em 2015, foi para a pasta de Justiça e Direitos Humanos, até pedir afastamento na terça (7).

Desde 2019, Pedro Eurico atuava como presidente do Conselho Nacional de Secretários de Estado de Justiça, Direitos Humanos e Administração Penitenciária, mas deixou o cargo com o afastamento da secretaria.

G1 PE.




ATENÇÃO: Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.

Deixe seu comentário!

Nome
Email
Comentário


Insira os caracteres no campo abaixo:








Nenhuma programação cadastrada
para esse horário
Peça sua Música

Pedir
Nenhuma registro encontrado
Recados

Enviar mensagem

Sergio Reis

toca Aí Ponto fraco de joão Bosco e vinicius...

cícera de Expedito

Mando um belo abraço para vocês, eu amo vocês e estou co...

Jean Rodrigues

Manda um alô para Gilberto Inajá em 2020...

Lucas

Oiiii já tocaram MC BB da sul, só consegui ligar a r&aacut...

jose paulo oliveira da silva

sou maribondo alagoas preciso encontra minha familia que moravam ai em inja...

Anna Carla Menezes

mande um alo pra galera de Recife. WADSON MENEZES, ZELIA. ESTAMOS SEMPRE CO...

celia soares

boa tarde querida!tudo na santa paz?bom trabalho e um fim de semana aben&cc...

Edson Ferreira de Araujo

mande um alô para minha mão severina e familiar na lagoa do ar...

Top Música
Nenhuma registro encontrado

Copyright (c) 2022 - Rádio Inajá FM - Todos os direitos reservados
site, tv, videos, video, radio online, radio, radio ao vivo, internet radio, webradio, online radio, ao vivo, musica, shows, top 10, music, entretenimento, lazer, áudio, rádio, música, promocoes, canais, noticias, Streaming, Enquetes, Noticias,mp3,Blog, Eventos, Propaganda, Anuncie, Computador, Diversão e Arte, Internet, Jogos, Rádios e TVs, Tempo e Trânsito, Últimas Notícias, informação, notícia, cultura, entretenimento, lazer, opinião, análise, jogos, Bandas, Banda, Novos Talentos, televisão, arte, som, áudio, rádio, Música, música, Rádio E TV, Propaganda, Entretenimento, Webradio, CD