Seja bem vindo ao nosso site Rádio Inajá FM!

Pernambuco

Sobe para 49 número de cidades de PE com recomendação para evitar \'fura-fila\' na vacinação contra Covid

Segundo o Ministério Público de Pernambuco, prefeitos e secretários de Saúde devem cumprir o plano nacional. Os infratores podem ser enquadrados em até 14 crimes diferentes.

Publicada em 28/01/21 às 11:39h - 52 visualizações Rádio Inajá FM

Link da Notícia:
Compartilhe
   

Subiu para 49 o número de municípios pernambucanos alertados pelo Ministério Público para intensificar os cuidados com os “fura-fila” da vacinação contra a Covid-19. A informação foi confirmada, nesta quarta-feira (27), por meio de nota enviada pelo MPPE.

Veja como fazer denúncias de "fura-fila"
Conheça o plano de de vacinação em Pernambuco
Tire dúvidas sobre a imunização
Desde o início da vacinação, em 18 de janeiro, os promotores estão recebendo recomendações para fiscalizar a atuação de prefeitos e secretários de Saúde no cumprimento do Plano de Nacional de Imunização.

O documento prevê prioridades para trabalhadores de saúde e idosos com mais de 85 anos, além de indígenas aldeados e pessoas que vivem em asilos.

Nesta quarta, o MPPE expediu recomendações para as seguintes cidades: Água Preta, Custódia, Buíque, Tupanatinga, Araçoiaba, Floresta, Palmares, Tamandaré e Belém de Maria.

Também nesta quarta, o procurador-geral de Justiça, Paulo Augusto Freitas, disse, em entrevista ao NE2, que já chegaram à ouvidoria do MPPE 165 denúncias de irregularidades.

“já foram instaurados procedimento em todo o estado e promotores pediram afastamento cautelar de servidores”, afirmou (veja vídeo abaixo).

Ministério Público investiga 165 denúncias de 'fura-fila' na vacinação contra a Covid-19
Ministério Público investiga 165 denúncias de 'fura-fila' na vacinação contra a Covid-19

O Ministério Público recomendou aos gestores desses nove municípios que cumpram os referidos atos e obedeçam a ordem de prioridade da vacinação contra a Covid-19 em cada unidade de saúde contemplada.

É preciso estabelecer a classificação de risco de contágio a “ser efetivada por profissional, servidor, órgão, comissão ou entidade acreditada para esse fim”. Quem descumprir, está sujeito a medidas cíveis, criminais e administrativas cabíveis.

Os gestores municipais também devem promover ações visando dar transparência à execução da vacinação em seus municípios, divulgando semanalmente as metas vacinais atingidas.

"Outra recomendação diz respeito à elaboração de um plano de vacinação local, com a adequação das unidades destinadas à sua execução e o registro diário das informações no sistema informatizado SI-PNI, sem prejuízo de outros correlatos (caso existam), em cumprimento à portaria do Ministério da Saúde", informou a nota.

Ainda de acordo com as recomendações, tanto prefeitos quanto secretários municipais de Saúde deverão informar se houve compra pelo município disponibilização pela Secretaria Estadual de Saúde e/ou Ministério da Saúde dos insumos necessários à concretização do plano de vacinação.

Entre eles, estão: seringas, agulhas, caixas para descarte de resíduos, algodão, refrigeradores, além de acondicionamento adequado.

O quantitativo de vacinas recebida por cada município, bem como de pessoas que receberam a primeira e/ou segunda dose das vacinas também, deve ser informado pelos municípios.

Crimes
Na segunda-feira (25), o MPPE informou que os “fura-fila” podem ser enquadrados em 14 crimes diferentes.

Na quarta-feira (20), o MPPE deflagrou ações para intensificar a fiscalização da vacinação. De acordo com o procurador-geral de Justiça do estado, Paulo Augusto Freitas, os infratores podem ser punidos até com detenção e multa (veja vídeo abaixo).

Veja os crimes previstos

Abuso de Autoridade (Lei nº 13.869/2019, art. 33, parágrafo único). Ocorre quando agentes públicos que não se encontram no rol de pessoas a serem vacinadas se valem do cargo ou função para se vacinar indevidamente.

Concussão (CP, art. 316), quando alguém invoca seu cargo ou função para que seja descumprida a ordem de vacinação.
Condescendência Criminosa (CP, art. 320), quando o funcionário público, por complacência, deixa de adotar as providências necessárias em relação às infrações cometidas.

Corrupção Passiva (CP, art 317) quando há a recepção de caráter pecuniário ou vantagem indevida para desobedecer a ordem de prioridade do plano de vacinação.

Corrupção Passiva Privilegiada (CP, artigo 317, § 2º) em que o funcionário público, atendendo a uma solicitação de uma pessoa amiga ou por influência de terceiros, desobedece a lista de prioridades do plano de vacinação.

Prevaricação (CP, art. 319) em situação que o servidor ou funcionário público que tem gestão sobre a dispensação da vacina se auto administra dose ou determina ser vacinado por interesse pessoal.
Corrupção Ativa (CP, art. 333) quando pessoa física promete vantagem indevida para que lhe seja ministrada a vacina.

Peculato (CP, art. 312) aplicado aos casos em que se desvie doses de vacina para venda à rede particular ou ao mercado paralelo ou até mesmo subtraia doses da vacina, valendo-se das facilidades do cargo.

Crime de Responsabilidade de Prefeito (art. 1º, do Decreto-Lei n.º 201/1967) quando a pessoa que desvia ou se apropria das vacinas é prefeito ou ele se utiliza do cargo para beneficiar pessoas ligadas à ele.
Dano qualificado (CP, art. 163, parágrafo único, III) se alguém inutilizar a vacina por ser contrário à campanha.

Furto, Roubo e Receptação (CP, artigos 155, 157 e 180) quando houver subtração de vacinas atentando, assim, contra a segurança de serviço de utilidade pública, não cabendo conduta culposa, uma vez que as vacinas são bens públicos.

Falsificação, corrupção, adulteração ou alteração de produto destinado a fins terapêuticos ou medicinais (CP, art. 273), quando o agente falsifica vacinas independente do intuito lucrativo, caracterizado como crime hediondo. Havendo dolo o agente responderá por homicídio doloso, já se houver lesão o agente responderá por lesão corporal.

Infração de medida sanitária preventiva (CP, art. 268) quando a pessoa ao furar a fila de vacinação tem plena ciência do descumprimento de medida sanitária.

Crimes contra a Fé Pública - Exemplos: falsidade de atestado médico (CP, art. 302); certidão ou atestado ideologicamente falso (CP, art. No 301); falsidade material de atestado ou certidão (CP, art. 301, §1º e 2º); uso de documento falso (CP, art. 304); falsidade ideológica (CP, art. 299); falsificação de documento público (CP, art. 297).

G1 PE.



ATENÇÃO: Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.

Deixe seu comentário!

Nome
Email
Comentário


Insira os caracteres no campo abaixo:








No Ar
Peça sua Música

Pedir
Nenhuma registro encontrado
Recados

Enviar mensagem

Sergio Reis

toca Aí Ponto fraco de joão Bosco e vinicius...

cícera de Expedito

Mando um belo abraço para vocês, eu amo vocês e estou co...

Jean Rodrigues

Manda um alô para Gilberto Inajá em 2020...

Lucas

Oiiii já tocaram MC BB da sul, só consegui ligar a r&aacut...

jose paulo oliveira da silva

sou maribondo alagoas preciso encontra minha familia que moravam ai em inja...

Anna Carla Menezes

mande um alo pra galera de Recife. WADSON MENEZES, ZELIA. ESTAMOS SEMPRE CO...

celia soares

boa tarde querida!tudo na santa paz?bom trabalho e um fim de semana aben&cc...

Edson Ferreira de Araujo

mande um alô para minha mão severina e familiar na lagoa do ar...

Top Música
Nenhuma registro encontrado

Copyright (c) 2022 - Rádio Inajá FM - Todos os direitos reservados
site, tv, videos, video, radio online, radio, radio ao vivo, internet radio, webradio, online radio, ao vivo, musica, shows, top 10, music, entretenimento, lazer, áudio, rádio, música, promocoes, canais, noticias, Streaming, Enquetes, Noticias,mp3,Blog, Eventos, Propaganda, Anuncie, Computador, Diversão e Arte, Internet, Jogos, Rádios e TVs, Tempo e Trânsito, Últimas Notícias, informação, notícia, cultura, entretenimento, lazer, opinião, análise, jogos, Bandas, Banda, Novos Talentos, televisão, arte, som, áudio, rádio, Música, música, Rádio E TV, Propaganda, Entretenimento, Webradio, CD