Seja bem vindo ao nosso site Rádio Inajá FM!

Alagoas

Alagoas tem 64,5 mil moradias em favelas e grotas, a maioria em Maceió, diz IBGE

Na capital, são 55,1 mil moradias nestas condições. Instituto chama atenção para facilidade de contágio do novo coronavírus nessas localidades.

Publicada em 20/05/20 às 14:28h - 111 visualizações Rádio Inajá FM

Link da Notícia:
Compartilhe
   

Alagoas tem 64,5 mil moradias em favelas e grotas, a maioria em Maceió, diz IBGE
O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatísticas (IBGE) divulgou, na manhã desta terça-feira (19), o levantamento de aglomerados subnormais em todo o país, que são favelas e outras formas de ocupação irregular de áreas públicas ou privadas. Em Alagoas, são 64,5 mil moradias nestas condições, sendo 55,1 mil somente em Maceió.

Segundo a pesquisa, o estado tem uma população estimada em 3.337.357 habitantes e 966.293 domicílios ocupados. Destes, 6,68% estão em situação subnormal, são 64.568 ao todo. Quando observada a proporção de Maceió, esse índice sobe para 17,32% dos 318.364 domicílios ocupados.

Na comparação com os outros estados, Alagoas aparece em sexto lugar na região Nordeste. Bahia é o estado que aparece no topo do ranking com maior número de favelas (10,62%), seguida de Pernambuco (10,55%), Ceará (9,20%), Maranhão (7,58%) e Sergipe (7,37%).

São pessoas que enfrentam condições precárias socioeconômicas, de saneamento e de moradias.

?Antecipamos a divulgação desses dados para mostrar qual é a situação dos aglomerados subnormais em municípios e estados, já que nessas localidades a população tem maior suscetibilidade ao contágio pela doença provocada pelo novo coronavírus, devido à grande densidade habitacional?, disse o gerente de Regionalização e Classificação Territorial do IBGE, Maikon Novaes.

Ainda segundo a pesquisa do IBGE, o Brasil tem mais de cinco milhões de domicílios em favelas, grotas, palafitas, mocambo, entre outros aglomerados. E desses, quase quase dois terços (64,93%) ficam a menos de dois quilômetros de distância de hospitais.
Essa informação chama atenção dos pesquisadores. Para eles, o problema não seria o acesso à saúde e sim à qualidade no atendimento.

?A grande maioria dos aglomerados subnormais está próxima de unidades de saúde. Ou seja, o problema não é distância das unidades de saúde, mas, talvez, a falta de estrutura nessas unidades. Não sabemos detalhes dessas estruturas?, observou o coordenador de Geografia e Meio Ambiente do instituto, Cláudio Stenner.

G1 ALAGOAS.




ATENÇÃO: Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.

Deixe seu comentário!

Nome
Email
Comentário


Insira os caracteres no campo abaixo:








No Ar
Peça sua Música

Pedir
Nenhuma registro encontrado
Recados

Enviar mensagem

Sergio Reis

toca Aí Ponto fraco de joão Bosco e vinicius...

cícera de Expedito

Mando um belo abraço para vocês, eu amo vocês e estou co...

Jean Rodrigues

Manda um alô para Gilberto Inajá em 2020...

Lucas

Oiiii já tocaram MC BB da sul, só consegui ligar a r&aacut...

jose paulo oliveira da silva

sou maribondo alagoas preciso encontra minha familia que moravam ai em inja...

Anna Carla Menezes

mande um alo pra galera de Recife. WADSON MENEZES, ZELIA. ESTAMOS SEMPRE CO...

celia soares

boa tarde querida!tudo na santa paz?bom trabalho e um fim de semana aben&cc...

Edson Ferreira de Araujo

mande um alô para minha mão severina e familiar na lagoa do ar...

Top Música
Nenhuma registro encontrado

Copyright (c) 2022 - Rádio Inajá FM - Todos os direitos reservados
site, tv, videos, video, radio online, radio, radio ao vivo, internet radio, webradio, online radio, ao vivo, musica, shows, top 10, music, entretenimento, lazer, áudio, rádio, música, promocoes, canais, noticias, Streaming, Enquetes, Noticias,mp3,Blog, Eventos, Propaganda, Anuncie, Computador, Diversão e Arte, Internet, Jogos, Rádios e TVs, Tempo e Trânsito, Últimas Notícias, informação, notícia, cultura, entretenimento, lazer, opinião, análise, jogos, Bandas, Banda, Novos Talentos, televisão, arte, som, áudio, rádio, Música, música, Rádio E TV, Propaganda, Entretenimento, Webradio, CD