No Ar
A Hora da Ave Maria com Hora da Ave Maria
Peça sua Música

  • Tadeu Tôrres
    Cidade: Inajá PE
    Música: Maneva - O destino não quis
  • ismar vieira
    Cidade: inajPE
    Música: O BEBUM LIMDOMAR CASTILHO
  • Tadeu Tôrres
    Cidade: Inajá PE
    Música: Maneva - O destino não quis
  • Tadeu Tôrres
    Cidade: Inajá PE
    Música: Maneva - O destino não quis
  • Tadeu Tôrres
    Cidade: Inajá PE
    Música: Maneva - O destino não quis
  • Rita Araújo
    Cidade: Sítio tear
    Música: Amigos pela fé com Luan Santana ofereço para minha prima Rosimere que está de idade nova,quero desejar muita saúde,paz e felicidades..
Videos

Top Música
1
Amante Não Tem Lar
Marília Mendonça
2
Trem Bala
Ana Vilela & Luan Santana
3
Nessas Horas
Matheus & Kauan
4
Ar Condicionado no 15
Wesley Safadão!
5
Cadeira de Aço
Zé Neto & Cristiano
6
Chorou Na Escadaria
João Neto e Frederico
7
Chifre não é Asa
Thayná Bitencourt & Mano Walter
8
Você Partiu Meu Coração
Nego do Borel & Anitta & Wesley Safadão
9
Se o Amor Tiver Lugar
Jorge & Mateus
Pernambuco
Publicada em 10/05/18 às 09:57h - 28 visualizações
PF deflagra operação contra racismo e ameaças praticadas na internet
Um homem foi preso no Paraná durante operação da PF. Recife foi um dos alvos de mandado de busca e apreensão dos federais

Rádio Inajá FM


 (Foto: Rádio Inajá FM)
A Polícia Federal na manhã desta quinta-feira (10), a Operação Bravata, que visa combater crimes praticados via internet como o racismo, ameaça, incitação ao crime e terrorismo. Um homem, inÓuente em um dos fóruns que reproduzem mensagens preconceituosas, foi preso no Paraná durante a operação. Oito mandados de busca e apreensão estão sendo cumpridos pelos federais, sendo um deles no Recife. Além da capital pernambucana, as cidades de Curitiba, Rio de Janeiro/RJ, São Paulo/SP, Santa Maria/RS e Vila Velha/ES também foram alvos da operação.
Segundo a Polícia Federal, a investigação teve início com base nos acontecimentos após a Operação Intolerância, em 2012. Na época, a PF constatou que haviam outros indivíduos associados aos que haviam sido presos e que teriam continuado a praticar crimes nos mesmos meios virtuais ou, até, criando novos ambientes. Os investigados irão responder pelos crimes de associação criminosa, ameaça, racismo, e incitação ao crime. As acusações levaram em conta os sites e fóruns mantidos na internet que incentivam a prática de diversos crimes, como o estupro e o assassinato de mulheres e negros. Além disso, incitam o terrorismo, havendo evidências de que os membros desses fóruns foram responsáveis por ameaças de bomba feitas a várias universidades do Brasil. A soma das penas dos crimes investigados podem chegar aos 39 anos de reclusão. O único preso foi encaminhado para a Superintendência da Polícia Federal de Curitiba, onde Òcará à disposição da Justiça.

Conhecido da polícia Alvo do mandado de prisão, Marcelo Valle Silveira Mello, de 33 anos, foi o primeiro condenado da Justiça brasileira por crimes de racismo na internet, após publicar em rede social que negros eram "subdesenvolvidos" e "incapazes". A condenação aconteceu em 2009, quando foi punido por um ano e dois meses de reclusão. Não demorou tanto para ele voltar aos holofotes da Polícia Federal. Em 2012, durante a Operação Intolerância, Marcelo foi um dos acusados pelos crimes de apologia a violência, manter blog que incita o racismo e outros tipos de preconceitos. Mais uma vez ele veio a ser condenado, dessa vez por seis anos e sete meses de prisão semiaberta. Mas, em 2013, foi liberado. Marcelo Mello não mudou seus hábitos e chegou a ganhar visibilidade após disparar ofensas contra uma blogueira feminista e professora da Universidade Federal do Ceará, além de ameaçá-la de morte. Ele voltou a ser investigado e, na Operação Intolerância, voltou a ser preso.  
F: Ne10



Deixe seu comentário!

ATENÇÃO: Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.

Curta nossa página no Facebook!

Copyright (c) 2018 - Rádio Inajá FM - Todos os direitos reservados