Entretenimento
Publicada em 01/09/14 às 13:58h - 205 visualizações
Assassino de John Lennon pede "desculpa por ser um idiota" em pedido de libertação
Mark Chapman teve negado o oitavo pedido de liberdade condicional

Diário de PE


 (Foto: Divulgação )

O responsável pela morte de John Lennon pediu desculpas em seu oitavo pedido de liberdade condicional. Mark David Chapman afirmou ter sido um "idiota" e que "escolheu o caminho errado para chegar à glória" ao matar Lennon, segundo informações do jornal The Independent.



No dia 8 de dezembro de 1980 o jovem Mark David Chapman queria entrar para a história. E conseguiu. Mas como um dos maiores vilões do mundo. Chapman, na época com 25 anos, foi o autor dos cinco disparos que mataram o ex-Beatle John Lennon, na entrada do edifício Dakota, em Nova York, onde Lennon morava.



Desde então Chapman cumpre pena na penitenciária de Attica em Nova York. Ele foi condenado a prisão perpétua, com possibilidade de, após 20 anos de pena, ser autorizado a pedir liberdade condicional. O prazo acabou em 2000 e desde então já fez outros sete pedidos, além do mais recente. Todos negados.



Na transcrição obtida pelo jornal Chapman se disse "sentido por causar esse tipo de dor". "Muita gente o amava. Ele foi um homem talentoso", declarou Mark em sua solicitação. Ele disse também que recebe cartas sobre o crime até hoje.



As autoridades penitenciárias de Nova York negaram o oitavo pedido de liberdade condicional de Mark David Chapman. Ele pode fazer um novo pedido de condicional em 2016.




ATENÇÃO:Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.

Deixe seu comentário!

Nome
Email
Comentário


Insira os caracteres no campo abaixo:





No Ar
Mistura Brasileira com Leandro Bruno - RMT 18169/DF
Peça sua Música


Nenhuma pedido cadastrado


Top Música


Nenhuma Música cadastrada



Curta nossa página no Facebook!

Copyright (c) 2019 - Rádio Inajá FM - Todos os direitos reservados